{ Três letras }

Não dá pra tratar todos os meandros de um único assunto num post só. Eu queria dizer que você, amiga dona de casa, não está só: cada vez eu conheço mais meninas que são estudadas e agora vivem desse cotidiano doméstico. Também queria dizer que tenho paúra de responder o que eu faço da vida. E que criei várias respostas pra ver se o medo passa, mas parece que eu estou mentindo pra imigração americana e vou ser presa e deportada a qualquer momento. Enquanto isso, chove e o clima está extremamente apropriado pra ficar em casa, só que a culpa cristã me consome por estar aqui vendo TV e fazendo as unhas. E eu sei que realmente não é problema não trabalhar quando você pode ficar sem trabalhar, mas os neurônios não acostumaram ainda com esse negócio de fazer só coisas que eu gosto.

Eu queria dizer isso tudo de um modo decente e menos desconexo, mas eu tenho medo de puxar esse fio enrolado e descobrir que ele não é preso a lugar algum.

  1. Sil’s avatar

    “Eu queria dizer isso tudo de um modo decente e menos desconexo, mas eu tenho medo de puxar esse fio enrolado e descobrir que ele não é preso a lugar algum.”

    Essa frase me explicou tanta coisa sobre meus textos confusos e sem nexo.
    O medo é uma coisa horrível, principalmente quando você sente medo de algo que, no fundo, não é assustador mas simplesmente absurdo de mais para ser admitido, melhor conhecido e finalmente resolvido. Parecem tantos passos até chegar no fim… e vá saber, realmente, se o fim vale a pena ou não…

    Responder

  2. Lidiane andrade’s avatar

    Ô, minha filha, tou na mesma. Os meninos ficam all day na escola, felipe também. E eu fico o dia todo em casa e me perguntando se não seria melhor assim… Mas aí eu penso, penso e vejo o ócio tomando conta de mim e percebo que não, é melhor procurar logo algo pra fazer e que de preferência dê algum dinheiro de retorno….Mas não hoje, talvez amanhã. mas aqui também tá frio. aí quando a cama não me chama, o sofá me chama e tadinho dele, deixa eu passar mais um tempinho com ele.

    Responder

  3. Cris’s avatar

    Nossa, como amo o que vc escreve.
    Incrível.

    Bjus,

    Responder

    1. Letícia Simoni Junqueira’s avatar

      Sil, dizem que ter medo é bom. Eu só acho é que eu não precisava ser tão cagona.

      Cris, vou dizer o que, menina? Muito obrigada! :D

      Responder

    2. Isa’s avatar

      Fato! Ficar sem fazer nada dá um vazio, mas pense que você merece descansar e, sim, fazer o que gosta!
      Trabalhar é uma ótima “terapia” quando você precisa, simplesmente, se distrair e não pensar em outras coisas, mas, em outros casos, é bom dar um espaço pro cérebro colocar tudo no lugar.
      Aproveite ;)
      Beijos!

      Responder

    3. Isa’s avatar

      Letícia!
      Acabei de ler aquela sua crônica “Oi, eu te amo!”. Adorei!
      Diz tudo :)

      Responder

      1. Letícia Simoni Junqueira’s avatar

        Julio, paúra é alguma coisa tipo “meda-pânica-horrora”. Eu sei lá se é italiano ou se não é, eu sei que eu escrevi aqui bem aportuguesadinho, do jeito que se fala. ;D

        Responder

Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *