{ Dos meus amores }

Aqui onde eu moro tem mar. Mas eu troco essa água salgada toda por uma bolinha gigante de papel pra poder jogar na Pati (especialmente agora que ela tá de cama e não pode correr, hohohoho).

Aqui onde eu moro faz calor. Mas eu prefiro o frio, se puder ir pro bar tomar uma cerveja com a Tati. Mesmo que eu fique tentada a tomar um vinho ou que eu esteja de dieta pela milionésima oitava vez.

Aqui da minha janela eu vejo o azul do oceano. Mas eu troco pelo meu apartamento com vista pro vizinho, se a Ana for lá toda terça-feira e cuidar de mim. E falar dos parentes todos como se eu realmente entendesse a árvore genealógica da família dela.

Aqui na minha cidade tem o Cristo Redentor. Mas eu nem ligo. Queria poder ir buscar a Si lá na França, essa cretina que quer se amarrar ao farol de Biarritz (ainda que, no momento, ela esteja em Genebra).

Aqui quase sempre faz sol. Mas eu não me incomodaria com os dias cinzas, se eu pudesse ver a Dani falando pelo sovaco quando toma umas a mais. Tra-van-do as sílabas daquele jeito que só ela consegue e que me faz rir até doer as bochechas.

E se aqui tem feijoada em Santa Tereza, lá onde Karlinha mora tem acarajé de Cira. Eu não me incomodo de substituir por aipim com bacon, só pra poder ouvir o sotaque curitibano mais baiano que eu conheço.

Aqui tem Lapa, samba, Copacabana, Pão de Açúcar, mas não tem a Jenny, a Lica, a Chan e a Geli.

Aqui tem ele. Minha saudade toda fica aí com vocês.

  1. Tati Reis’s avatar

    Oooonnnn… Meu olho encheu de lágriminhas!!! Amo amo e sinto muita muita saudade…
    Tomar no cerveja no frio é bom que não esquenta! =)
    :: Eu amo a minha tia ::

    Responder

    1. Letícia Simoni Junqueira’s avatar

      Ainda bem que na última visita eu abstraí de dieta e a gente tomou várias. Hahahahahaha!
      :: A tia ama você::

      Responder

    2. Chan’s avatar

      Ooooooun *.* Muito muito fofo, amo minha mãe nº2!!

      “Tomar no cerveja no frio é bom que não esquenta!” – Super apoiado hein! Hohohoho

      Responder

      1. Letícia Simoni Junqueira’s avatar

        Pô, a gente cresce e as filhinhas começam a fazer hambúrguer pra gente! Hahahahaha! Amo você, bonitinha!

        Responder

      2. Lica’s avatar

        Eu ainda acho que você sai ganhando nessa da gente estar aqui e você aí. Pois aqui além de não ter Lapa, samba, Copacabana, Pão de Açúcar, prais e afins, não tem VOCÊ. Como já disse o poeta: a amor tudo suporta, tudo espera, tudo perdoa. Sei que é por amor que você está aí, sei que é por amor que vamos suportar a saudade que sentimos de você (queremos te ver feliz). Será sempre o amor que vai trazer você presente em todos os dias…não estamos fisicamente juntas, mas é como se estivesse. Dá pra entender?

        Responder

        1. Letícia Simoni Junqueira’s avatar

          Aaaaaaaai, Liquinha, que que eu te digo? Você é uma graaaaaaça!
          Dá pra entender sim. Tenho saudade saudade saudade. E amo você!
          (e vê se vem me visitar, néééé?)

          Responder

        2. Carola’s avatar

          Ooooownnn… a vida adulta! Nunca dá pra ter tudo né! =// Bjus!

          Responder

          1. Letícia Simoni Junqueira’s avatar

            Tem um texto da Cecília Meireles (na verdade, um livro todo, hehehe) que chama Ou Isto Ou Aquilo. E assim é…

            Ou se tem chuva e não se tem sol
            ou se tem sol e não se tem chuva!

            Ou se calça a luva e não se põe o anel,
            ou se põe o anel e não se calça a luva!

            Responder

          2. Angelica’s avatar

            Nhá, tenho saudades das minhas amigas, colegas eu tenho de monte, mas amigas de verdade são poucas, e confirmo que você, chantal e simone estão neste seleto grupo, sinto muita falta de falar besteira, rir e chorar juntas… em momento de tpm almoçar bis com nutella e sorvete…. aaahhh isso nada substitui…

            Simplesmente digo…. saudades…

            Responder

            1. Letícia Simoni Junqueira’s avatar

              Eu também sinto uma saudade louca! Das manhãs no queijo, dos almoços no Estação, das risadas, das histórias, das piadinhas infames!

              Amo você. Saudadona, lindona.

              Responder

            2. karla’s avatar

              OXI, OXI, OXI (com olhos marejados)! Que declaração de amor!

              Vc conseguiu expressar tudo o que sinto! O que me conforta um pouquinho são as lembranças das visitas das amigas. Convivência full time por alguns dias para compensar esta distância toda!

              Me pego dando risada qdo me lembro da gente e o engradado de cerveja na beira da praia, do ataque de conversa no carro a caminho do carnaval, dos dias de chuva q vc pegou em Salvador comendo bolacha e tomando cerveja presa no ap, da tati no mercado da sete portas e a cabeça de bode sorridente, ou da jenny, que nunca mais voltou depois de se perder entre as ondas da praia da barra e do porto da barra…

              Saudade dói!

              Beijos com muito love, minha nega!

              Responder

              1. Letícia Simoni Junqueira’s avatar

                Esse “oxi, oxi, oxi” já me faz sorrir aqui, hahahaha! Agora tem que achar um tempinho na agenda pra vir me visitar, né? Ano novo? Ahm? Ahm? ;D

                Amor e beijo e saudade!

                Responder

              2. Isa’s avatar

                Que texto mais lindo!!!
                Pois é, muitas vezes temos que fazer escolhas difíceis, quando a vontade era de estar em dois, ou mais, lugares ao mesmo tempo…
                Mas a parte feliz é ter amigas de verdade, até mesmo longe =)
                Beijão, Le! Uma ótima sexta pra você! =***

                Responder

                1. Letícia Simoni Junqueira’s avatar

                  Eu só não entendo por que é que não pode todo mundo mudar pro Rio de Janeiro, oras! É pedir muito? :P
                  Beijão, Isa!

                  Responder

                2. Clare’s avatar

                  Chorei… Lindo! Tb sei o q é saudade dos amigos.

                  Responder

                  1. Letícia Simoni Junqueira’s avatar

                    Eu não sei se fico feliz ou fico triste quando alguém diz que chora! Hahahahaha! Brigada, flor!

                    Responder

                  2. Lidiane andrade’s avatar

                    Leleca-Peteca-meleca-moleca! Lecs do meu coração, acho que é por isso que temos nos dado cada dia melhor, porque temos esta saudade dos bons e velhos amigos em comum, né? Já notou que numa conversinha nossa podíamos até ‘afogar’ nossas mágoas? kkkkk Eu sei bem o que é isso que você sente. É tipo, aqui tem a galeria, mas não tem Bruno, Paulinha e cia… Beijo, Lecs! Saudade de tu tbm, agora com esse meu tempo curto.

                    Responder

                    1. Letícia Simoni Junqueira’s avatar

                      É engraçado, porque várias vezes eu tinha uma saudade louca e chegava uma mensagem sua perguntando como eu tava. Gosto demais demais docê, moça Lidiane sumida! Beijão!

                      Responder

                    2. Patrícia Blümel’s avatar

                      Ai, ai. Acho que é por tudo isso que amo a Leleca. Lindo texto. Sinto também muita saudade sua. Saudade de quando a gente ia tomar um café na Cloks e fofocar… saudade de quando a gente esperava a outra terminar o trabalho só de companheirismo e ia embora juntas até o estacionamento… saudade das frases de efeito e novas onomatopéias e palavras inventadas que vc trazia e que eram incorporadas no vocabulário de todos… saudade até (menor, claro) dos dias de TPM em que vc ligava pra contar que chorou pq não achou vaga no estacionamento…
                      Gente, vou confessar uma coisa: nada melhor pra alegrar o dia do que ter uma Leleca na sua vida. Pode acreditar… eu comprovei! Beijocas.

                      Responder

Reply to Angelica Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *