{ Cheiro de Alice }

Vou te contar uma coisa, meu amor. A gente nasce sem cheiro de nada e é pra sentir essa falta de cheiro que eu enfio meu nariz no meio dos teus cabelos enquanto te faço dormir.

É por isso que criança não tem sovaqueira e não tem chulé. Dirão que a culpa é dos hormônios, mas é da vida mesmo. A gente cresce, a prova de matemática fica difícil, o menino mais bonito da sala não tá nem aí e a mãe não deixa sair à noite. Ah, não tem jeito: desodorante e talco pra chulé. Até você perceber que não precisa entrar em todas as batalhas, aquietar a emoção da juventude e abandonar o talco.

O cheiro de café à noite, de álcool de manhã, do moço que é outro mas continua nem aí. Cada dia que você vive junta um pouquinho a mais nesse aroma que é só seu. Dirão que é culpa do perfume, mas é a vida mesmo. Algumas vezes você vai respirar bem fundo e lembrar qualquer coisa. Eu espero que seja de mim, mas pode não ser. Pode ser desse moço maldito que eu encheria de tapa, se pudesse. Seu peito vai soltar uma faisquinha e seu cheiro aumentar um pouquinho mais.

Quando você tiver filhos, ou se você tiver filhos, eles vão reconhecer você só por isso. Aos 80 anos, vai ser tanto cheiro junto que os mais novos vão dizer que você tem um odor estranho. Dirão que é falta de banho, mas não é nada disso. São os moços, os trabalhos, as lembranças, as crianças, os cachorros e os arco-íris.

Eu enfio meu nariz nos teus cabelos pra sentir esse teu cheiro de vida inteira pra ser vivida. Aproveite, minha filha.

  1. Daniela do Carmo’s avatar

    Nossa, mas que texto lindo!!

    Responder

  2. Liber Paz’s avatar

    Excelente!
    Fico imaginando você escrevendo mais e reunindo tudo num livrinho, que poderia ser escrito à mão, e num dia qualquer, uma tarde qualquer, você deixar o livrinho na cama da moça e ela descobri-lo. Tem algo de lindo demais nisso, eu acho.

    Tão lindo que não cabe em palavras.

    Responder

  3. Paloma’s avatar

    Eu vejo essas mães escrevendo esses textos lindos para suas filhas e fico com invejinha…
    :)

    Feliz páscoa para a mamãe e para a bebéia cheirosa

    Responder

  4. Isa’s avatar

    Ai, que lindo, Le!!!!
    Saudades de ler seus textos!!!
    Saudades de você também!!!
    Tudo de melhor pra vocês e pra essa menina cheirosa!
    Beijão! =*

    Responder

  5. Tati Reis’s avatar

    Ótima reestreia!!!
    Estava com saudades…

    Responder

  6. Victória’s avatar

    Concordo, Le. Uma metáfora muito delicada e sensível. Adorei a reestreia! Beijão!

    Responder

  7. Guilherme Rodrigues’s avatar

    Bom te ver de volta aos textos. Como sempre brilhante. e que presente a Alice terá hein. Textinhos lindos e dedicados.

    Responder

  8. Josiane’s avatar

    basicamente adorei…!!!
    cheiros realmente nos acompanham pela vida. Acredita que não comprei uma maquiagem pq tinha o o cheiro da penteadeira da Vó Nila?
    bj

    Responder

  9. Guilherme Rodrigues’s avatar

    Relendo só porque é dia das Mães.
    Feliz dia das Mães Leleca (olha a intimidade. haha)

    Responder

  10. Lidiane Andrade’s avatar

    Ai,que lindo! E eu só vi hoje. :)

    Responder

  11. Luana Bacci’s avatar

    Ai como eu adoro achar blogs bons! Nao tenho nada bonitinho-engraadinho-inteligente pra comentar… Amei o texto, amei outros textos tambem e provavelmente deixarei de trabalhar algumas horas hoje so para ler e amar tudo que eu puder ler…
    Nessas horas eu fico ate com vergonha do meu blog… haha

    Responder

  12. Guilherme’s avatar

    Acho uma falta de respeito nos deixar tanto tempo sem um textinho. Hahaha
    To com ciúme da Alice. Haha Alice, libera a mamãe, ela precisa escrever mais por aqui.
    Brincadeiras a parte, a saudade das leituras é real.
    Beijo

    Responder

Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *