{ Cama, mesa e banho }

– A vó mandou perguntar se você tá namorando.
– Não, mãe, não tou.
– Então deixa eu perguntar: e paquerando, você tá?

Eu me pergunto sempre que diabos minha mãe quer dizer com eu estar paquerando alguém. Ela tá querendo saber do cara que pediu meu telefone no mercado ou do provável futuro namorado que vai finalmente desocupar os armários onde ela guarda meu enxoval?

Sim, eu tenho um enxoval.

Eu não sei se eu já tinha escrito a palavra alguma vez na vida. Olhando assim pra ela, sinto até um certo calafrio. Mas é fato: tá lá, na casa da minha mãe. Panos de prato com detalhes em ponto cruz, toalhas de mesa crocheteadas, lençóis com bordado inglês. Tem até toalhas de banho que eu, moça prendada, bordei – ninguém me disse, na época, que eu só poderia usar quando casasse.

Acredito que já deve ter sido muito chique ter um grande estoque de cama-mesa-e-banho. Toalhas fofinhas que secariam o seu benzinho, guardanapos que limpariam aquela boquinha que você ia encher de beijo, cobertores para esquentar o casal de pombinhos. Enxoval era uma coisa caramelo, doce e cheia de açúcar.

Hoje, um enxoval é muito mais que o kit básico para o amor recém-casado. É a esperança de que haverá um casamento. Um dia. Com festa, vestido branco e bolo com noivinhos. Com arroz na saída da igreja e um sermão que a noiva não vai prestar atenção pra não chorar e borrar a maquiagem. Enquanto houver cobertores peludinhos e toalhas com bico de crochê, sempre pode haver casamento.

É por isso que minha mãe não deixa eu mexer no meu.
– A mãe ainda acha que você casa.
– Mãe, pode ser que eu não case nunca.
– Vamos esperar mais um pouco.

E assim vai. Eu titubeio pra responder se estou paquerando alguém, mas acabo admitindo que sim. E lá vão mais uns lençóis pro armário da minha mãe…

___

Texto originalmente publicado em 13/04/2008, quando este blog era hospedado no Portal RPC.

  1. Isa’s avatar

    E quando você casou, como sua mãe ficou? :)

    Como tá a Alice?

    Beijos, Le, saudades! =****

    Responder

  2. Liber Paz’s avatar

    Enxoval é expectativa materializada, mas não concretizada.

    É tipo uma aposta, né?

    É sinal de uma coisa que a gente não sabe ainda se realmente quer por que não tem ideia de como e com quem vai ser, não é?

    Tipo acreditar em Paraíso. Alguns vão chegar lá, outros não. Será que é isso?

    Bacanudo o post. Faz a gente pensar. Gosto quando você escreve coisas que me fazem pensar.

    Hasta, chica.

    ;-)

    Responder

  3. Érico San Juan’s avatar

    Olá, Leticia, tudo bem? Descobri seu blog no Twitter.

    Quer dizer que você é da “primeira geração” da internet? Trabalhei num portal regional mais ou menos nessa época, antes do estouro da bolha inicial.

    Coloquei o Chá-tice nos meus favoritos. Conheça meu blog de humor: ericosanjuan.blogspot.com.

    Um abraço!

    Responder

  4. Found Mentalista’s avatar

    Cuidado ! Palavras como Enxoval, Roupinhas, Cama Mesa Banho, Paquerando, tudo isso pode te induzir a uma tragédia familiar. Uma vez instalado em sua nova casa, você verá aquele deus grego virar um camelô tipo kassab, sem personalidade, sem nada pra dize,r , sem nada pra fazer, e achando que você precisa resolver os problemas do nnê (ele ). Faça como eu. Sou solteiro desde que nasci. Não pretendo me casa,r e, por isso, sou impaquerável. Ou eu olho , gosto e falo com a menina, ou nada. Respeite sua privacidade. Não, não precisa internar os familiaes. Adote, apenas uma dupla personalidade. Vá por mim , que quase caí nessa cilada !

    Responder

  5. Tati Reis’s avatar

    Que post mais antiquado… uhauhahuuahuha

    Queria ver o enxoval da Alicinha…
    (Alicinha tipo a Daniele Winits na época que não era ex-mulher de ninguém e fez uma playboy que o pai do filho dela não poderia ver na data de publicação!)

    Responder

  6. Mara’s avatar

    E olha só, Letícia!
    Minha mãe me fez um enxoval, e quando eu (aleluia!) casei… comprei uma cama king e os lençóis que ela comprou eram normais…
    Foi aí que me dei conta de como essas coisas são caras… 300 reais um conjunto de lençol? Nos viramos com 2 por anos… rs

    Responder

  7. caso me esquecam’s avatar

    que loucura eu ler esse post hoje, porque ontem, arrumando meu guarda-roupa, encontrei um saco cheio de panos. quando abri, encontrei uns panos de prato, umas fronhas… aih lembrei que isso me foi dado quando anunciei que ia casar. ou seja, aquilo era parte do meu “enxoval”. e eu achei graca demais nessa palavra! e nos panos que encontrei, porque era uma breguice soh! coisa costurada por uma vizinha da minha avoh (e pela minha proprioa avoh) hahaha meu deus. nunca vou usar, porque nao tem nada a ver comigo, mas nao quero me desfazer, porque minha avoh ta tao velhinha e eu ja tou vendo esses panos como uma lembrança dela.

    Responder

  8. Luíza Diener’s avatar

    bonito. deve ser legal fazer um enxoval mesmo sem ter um pretendente concreto para desfrutar dele na sua companhia

    Responder

  9. Lidiane Andrade’s avatar

    Letícia, Letícia, quem diria, hein! E então, mas no fim das contas, você conseguiu que sua mãe te desse o enxoval ou ela se apegou demais a ele? E, ao ver a Tai reis façando sobre a Danielle na época da Alicinha eu lembrei de uma vez em que peguei o autógrafo dela, num dia de pré-estréia de um filme da Angélica em que ela era uma das atrizes kkkkkkkkkkkk Deus me salve do inferno ´por isso tudo, kkkkkkkkkk
    Beijo na Alice na Cidade maravilhosa! Beijo nocê.

    Responder

  10. Larissa’s avatar

    A minha, graças a Deus, não tem essa ilusão. E mesmo na época em que talvez tivesse, nunca chegou a me fazer enxoval. Sempre me pressionou muito mais em relação à profissão do que à casamento, filhos, etc.

    Responder

  11. Cecília Matos’s avatar

    Soube esses dias de uma menina que já tinha o vestido de noiva antes de conhecer o noivo, acredita?

    Responder

Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *