{ … }

Era engraçado. Ela se pegava parada, olhando pra tela do computador, esperando fazer a vida fazer sentido. Esperando o texto se escrever sozinho. Esperando as coisas simplesmente se resolverem.

Não era do feitio dela. Era forte, todo mundo dizia isso. Mas às vezes cansa. Especialmente quando tudo parece bem, ela acorda de bom humor e ri e conversa, mas alguma coisa ainda incomoda.

Uma coisa na qual ela prometeu dar fim. E que insiste em gritar que ainda está ali. Droga. Pior que sujeira em copo de bar. Bares que, aliás, ela se prometeu voltar a freqüentar pra não virar essa tia velha e saudável.

Ugh.

suspiro…

Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *