outubro 2014

You are currently browsing the monthly archive for outubro 2014.

– Tem aquele tipo de gente que luta pelo que quer, sabe? O tipo de gente que não se importa com os outros: eu vou conseguir, nem que eu tenha que machucar meio mundo, é meu, eu consigo. Eu nunca fui assim. Eu sou o tipo de gente que deixa.

– Que deixa o quê?

– Ah, que deixa tudo. Se você me disser que não me quer, que eu não sou boa, que eu não tenho talento, eu não vou brigar pra mostrar o contrário. Vou simplesmente aceitar e parar com tudo.

– Você não parou comigo.

– Você nunca me disse pra desistir. Acho que é porque você sabia disso.

– Que você é uma pessoa que deixa?

– Arram.

– Você só me contou agora.

– Mas você sabia. Que eu não ia fazer nada muito maluco, nem te prejudicar. Você sabia que eu ia morrer por dentro, mas ia deixar você seguro.

– Talvez você seja o tipo de pessoa que luta com você mesma.

– Talvez.

– Talvez você seja o tipo de gente que morre pelos outros.

– Isso é tão idiota.

– Talvez você seja idiota.

– Obrigada. Isso deve explicar boa parte da situação.

– E que parte não explica?

– Aquela em que eu sei que você pode viver sem mim, mas não sei porque você não quer.