dezembro 2004

You are currently browsing the monthly archive for dezembro 2004.

{ Oh, happy day }

“podia ter muitas garotas
mas você é diferente
você me ligou naquela tarde vazia
e me valeu o dia” *

É assim que acontece. As melhores coisas não custam nada. Ou um pulso local, lembrando que falar de fixo pra fixo faz com que as melhores coisas custem ainda mais barato.

Banho de mar não custa nada. Pra quem tá longe da praia, como eu, banho de chuva não custa nada. Pisar na grama é de graça. Fazer alguém sorrir também.

Gargalhar até a barriga doer não custa um, nem cem, nem mil reais. Não custa nada. Só é preciso ter um pouquinho de desprendimento. De querer ser feliz.

E assim são as melhores coisas da vida! Beijo, abraço, trepada, ar puro, pé no chão, cabeça nas nuvens, sonhar acordada, ois inesperados, beijos inesperados, abraços inesperados, trepadas inesperadas, cheiro de terra molhada, criancinha, filhotinhos, piadas engraçadas, dias de festa mesmo que sem festa, cochilo no meio da tarde, matar aula sem culpa, dormir de colherinha…

Não custam nada. E fazem valer o dia.

*música do Ira! que tem feito minhas tardes mais cheias…

Dias felizes pra sempre