{ Trazendo um Natal de felicidaaaaade }

O Natal, como já foi dito aqui, é aquele período mágico do ano. Em que os adultos se confraternizam e as crianças entoam canções de paz. E assim é o Coral do Palácio Avenida.

As apresentações acontecem na rua mais famosa de Curitiba: a rua XV. Todos os espectadores no calçadão, olhando para as janelinhas do prédio do HSBC, esperando surgirem as criancinhas fofinhas que cantam. De longe, é um espetáculo lindo. Mas de perto…

Adulto levando criancinha no colo, arrastando filhinho pela mão, tropeçando no bebê alheio. Papai escolhe um lugar com uma pessoa bem baixinha e pára em frente: então, saca seu bebê e empoleira o dito cujo em cima dos ombros. E aí não adianta protestar. Curitibano não fala com estranhos e acha que os incomodados é quem têm que se mudar.

Assim, entre cotoveladas e empurrões, você descola um lugarzinho no meio da multidão. Está feliz, vendo as criancinhas fazendo playback (sim, eu me iludi achando que elas realmente cantavam ao vivo!) e já estava pronta para esboçar um sorriso natalino. Mas eis que surge uma velhinha. Aparentemente inofensiva. Com uma bolsinha. E uma bengala.

Ela pára ao seu lado. Começa te empurrando discretamente. Quando você menos esperar, ela terá dado três bolsadas no seu estômago e cinco bengaladas na sua unha encravada. E ai de você se reclamar, porque ela é uma senhora de idade e merece respeito! Você é quem está errado, porque não cedeu o lugar a ela! Agora ela tem que te dar umas pancadas para poder assistir ao coral em paz!

Quando nada pior pode acontecer, começa a chover. E, nessa cidade, pode chover o quanto quiser; ninguém consegue manejar decentemente um guarda-chuva. Você se pergunta e qualquer super-herói capaz de desviar de balas sairia ileso de lá.

Então você vê mãe e filho chorando. E o espetáculo encerrando. E corre a repórter perguntar porque eles choram. Acho que, até agora, ninguém teve coragem de dizer a verdade.

No ano que vem, juro que levo minha própria bengala e meu guarda-chuva assassinos.

E um ano novo cheio de prosperidade!

Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *