{ Dirija com prudência }

Semana passada, uma senhora sóbria simplesmente engatou uma ré e estabacou o carro dela no meu. Assim mesmo, nessa simplicidade, seguindo a equação:

Ré + “eu não preciso olhar em espelho algum” = CAPOFT!

Desde então, tenho observado o trânsito da capital paranaense. Atitude bastante difundida, essa de botar uma ré e não olhar quem avança. Sem preocupações, como se estivesse sozinho no mundo.

Curitiba é uma cidade que anda para trás. Literalmente.

Cuidado: neurônios na pista!

Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *